1979/80 - "Estrela Radiante" - Fatos&Fotos 

Os dois primeiros discos, "Tamba-Tajá" e o "Água" tinham um equilíbrio muito grande. A coisa do mato, a natureza, a Amazônia... O terceiro, "Banho de Cheiro" , tinha esse lado natureza e um outro lado urbano, mas era muito sofisticado. Neste novo, "Estrela Radiante" acho que consegui um equilíbrio entre essa coisa urbana de "mulher maravilha" e de Amazônia..." ( Jornal O Globo, coluna de Nelson Motta, 26/07/1979)

"Estrela Radiante" foi produzido em meio a um turbilhão de acontecimentos na vida pessoal de Fafá que teve um sério problema de coluna, obrigando-a a interromper a turnê de "Banho de Cheiro". Se sentido esbagaçada, com a alma espremida, para tudo e se recolhe em um sitio em Teresópolis. Precisava descansar sua imagem que fora violentamente explorada. Era o momento de buscar o equilíbrio, de avaliar como conduziria sua carreira doravante. "Me isolei num sítio em Teresópolis e fiquei lá quase dois meses só ouvindo repertório para fazer esse disco". Relembra.

Ao convidar Luis Alves e Armando Pittigliani para produção de "Estrela Radiante", Fafá deixou bem claro que queria fazer um disco onde a estrela fosse a cantora, onde a sua voz seria o maior instrumento. Queria um equilíbrio coerente entre os temas regionais e urbanos! Para que esse desejo da cantora pudesse virar realidade, cerca de 80% do repertório escolhido anteriormente por Fafá em parceria com Paulinho Lima fora descartado e assim, todo o projeto foi completamente reformulado em duas semanas.


Em 24/05/1979 estreou, pela Rede Globo de Televisão, a série "Malu Mulher". A série retratava a condição da mulher brasileira no final dos anos 1970 através do cotidiano de Malu (Regina Duarte), uma socióloga paulista, divorciada e mãe de uma menina de 12 anos.

A trilha sonora era composta só por cantoras e Fafá de Belém estava presente com a música "Que me Venha Este Homem" (David Tygel/Bruna Lombardi). O sucesso da série foi tanto, que dela nasceu o antológico "Mulher 80", exibido pela mesma emissora em outubro daquele ano, quando também aconteceu o lançamento da trilha sonora da série.


"Estrela Radiante" foi produzido e gravado no mais absoluto segredo. Somente após a sua conclusão, foi que a novidade vazou.

Em 04 de Junho de 1979, estreou pela Rede Globo de Televisão, no horário das 18:00hs, a novela "Cabocla". A música "Confidência" (Raul Sampaio / Benil Santos), gravado por Fafá de Belém, entrou na trilha da novela. Ouça:

A polemica de "Sob Medida"

Antes mesmo de chegar às lojas, "Estrela Radiante" já protagonizava uma polemica. Segundo a nota publicada pelo jornal "O Globo" em 16/07/1979 (Veja na galeria abaixo), o colunista Nelson Motta disse que a cantora Simone, que na época estava em estúdio gravando o seu disco "Pedaços", iria também gravar "Sob Medida" (Chico Buarque). Ao saber que Simone também gravaria, Segundo nota do jornal "O Globo" publicada em 23/09/1979,  Fafá teria dito que a gravação de Simone seria uma "Apropriação indébita". Porém, no dia 18/07/1979, Nelson Motta, em sua coluna para o referido jornal, corrige a informação e diz que na verdade a Simone já havia gravado a música há mais de dois meses. Mas aí, a rusga entre as duas cantoras já havia se formado. Como fofoca pouca é bobagem, segundo essa mesma nota, Nelson Motta diz que Chico Buarque entrou na briga em defesa de Simone ao afirmar que a música tinha sido feita para ela. Estranho Chico ter dito isso, pois é sabido que a música tinha sido feita para a voz de Sandra Bréa para cantar no filme "Republica dos Assassinos". Depois da polemica, Fafá de Belém, que era nome confirmado para participar do projeto "Ópera do malandro" de Chico Buarque, coincidência, ou não, fica fora do mesmo. Fafá só voltaria a gravar Chico Buarque em 1985, no disco "Aprendizes da Esperança"

No final de julho de 1979. Chegava às lojas "Estrela Radiante", o quarto disco de Fafá de Belém. Mas, a alegria da cantora na festa do lançamento do disco, era mais que o disco. Fafá acabara de descobrir que estava grávida de Mariana Belém! Fafá guardou segredo e sua gravides só se tornou pública em setembro.  

Duas semanas antes do disco chegar às lojas, um single com a música "Sob Medida" foi distribuído nas rádios de todo o país. Sucesso absoluto!

Fafá de Belém - "Estrela Radiante" - 1979 - Capa

Fafá de Belém - "Estrela Radiante" - 1979 Contracapa

Pôster, Músicas, Músicos e Ficha Técnica

Fita K7 e Compacto Duplo

Imprensa

Ouça o Disco:


Durante todo o processo de gravação de "Estrela Radiante", Fafá também planejava como seria a turnê desse disco. Queria pôr por terra todos os mal-entendidos causados em "Banho de Cheiro". Na verdade, a cantora, sem perceber, estava sendo vítima de uma espécie de machismo internalizado. Começara a desenvolver um sentimento de culpa pelo fato de gostar de expor sua sensualidade. Equivocadamente, começou a acreditar que a sua sensualidade, aos olhos dos formadores de opinião, que a cantora não passava uma imagem de séria, que ofuscava o seu talento. Infelizmente, esses pensamentos foram-lhe dominando de tal forma que acabariam, em 1981, explodindo e afetando a sua saúde.

Infelizmente, a turnê de "Estrela Radiante" não pode acontecer. Fafá teve um início de gestação complicada e por ordem médica, precisava repousar. Os trabalhos da cantora ficaram então resumidos à TV e a algumas poucas e intimistas apresentações.

.

Em agosto de 1979, chegava às lojas o novo disco de Rita Lee, onde o sucesso "Arrobou a Festa 2" invadiu as rádios de todo o país. Algumas notas na imprensa disseram que a Fafá não gostou de ser citada na música, e que até rolou um clima entre as cantoras. Embora a Rita Lee faça uma "matação" bem-humorada a respeito de vários nomes da música que eram sucesso na época, Fafá, na verdade, é a única a ser elogiada: "No meio disso a Fafá vem dar um jeito, além de boa voz ela também tem muito peito". Acredito que a Rita Lee usou o trocadilho para enaltecer a coragem de Fafá de Belém em cantar música de vanguarda em meio de tanto som popular. Mas, se realmente houve esse mal-entendido, parece que não durou muito, pois nas gravações do especial "Mulher 80" que foi ao ar em outubro de 1979, Rita Lee e Fafá eram só beijinhos. Ouça a música:

Em agosto de 1979, estreou pela extinta Rede Tupi, a novela "Dinheiro Vivo". A música "Sob Medida", gravada por Fafá de Belém, que já era um grande sucesso radiofônico, entrou na trilha sonora da novela. Assista ao vídeo:

No ano de 1979, a Polygram lançou uma série de discos promocionais, para divulgar o trabalho de seus contratados. No disco, além da música de trabalho, há também uma entrevista do artista. No encarte, havia um roteiro para que o radialista pudesse simular que o artista estava dando uma entrevista em sua rádio. O disco "Estrela Radiante" também teve seu disco promocional.

No dia 02/09/1979 foi exibido, no programa "Fantástico" da Rede Globo, o vídeo clipe da música: "Estrela Radiante" com Fafá de Belém.

Assista ao vídeo:

Fafá de Neném 

Em setembro de 1979, Fafá de Belém comunica para a imprensa e para os fãs, que está no seu terceiro mês de gestação.


No final de setembro, Fafá foi até Belém para acompanhar o funeral de sua avó. A cantora que já estava vivendo um momento de introspecção, demonstra em uma entrevista ao Jornal local, "A Província", a sua mágoa em relação a falta divulgação do seu trabalho em Belém. Em sua terra natal as rádios não executavam tão bem suas músicas e era a capital onde a vendagem do seus discos era menor, em comparação às demais capitais. A cantora ia absorvendo tudo isso e os questionamentos iam explodindo... Foi nesse período que o "De Belém" em seu nome, começou a lhe incomodar.

Enquanto isso, os versos de "Sob Medida" (Chico Buarque), na voz de Fafá de Belém, era presença certa nas rádios de todo o país.



Na primeira semana de outubro de 1979 aconteceu o lançamento oficial do disco "Exclusivamente Brasil" do cantor italiano Sérgio Endrigo. A produção, que teve seu início em junho de 1979, contou com as participações de grandes nomes da nossa música: Toquinho & Vinicius, Chico Buarque e Fafá de Belém, que em duo com Endrigo, gravou "Samba em Prelúdio" (Baden Powell / Vinicius de Moraes). A respeito desta gravação, o produtor do disco, Armando Pittigliani, escreveu o seguinte: "A participação de Fafá de Belém interpretando junto com Sérgio Endrigo uma das páginas mais bonitas da nossa MPB: "Samba em Prelúdio": Antológica mesmo! Assim podemos considerar essa faixa."

No dia 07/10/1979, foi ao ar no programa "Fantástico" da Rede Globo, o vídeo clipe com Sérgio Endrigo e Fafá de Belém cantando "Samba em Prelúdio".

Imprensa

No dia 07/10/1979, foi ao ar no programa "Fantástico" da Rede Globo, o vídeo clipe com Sérgio Endrigo e Fafá de Belém cantando "Samba em Prelúdio". Assista ao vídeo:

No dia 19 de outubro de 1979, as 21 horas, pela Rede Globo de Televisão, foi ao ar o programa "Mulher 80", onde as cantoras que compunham a trilha sonora da série "Malu Mulher" davam seus depoimentos e cantavam as suas respectivas músicas.

Antes do programa ir ao ar, houve todo um roteiro a ser cumprido. O primeiro passo foi o lançamento do disco com a trilha sonora da série/musical. O disco chegou às lojas em 10/10/1979

Disco da série "Malu Mulher"
Disco da série "Malu Mulher"

O especial foi exaustivamente anunciado em todos os segmentos da imprensa. O Brasil parou para assisti-lo e até os dias de hoje, esse especial está presente em nossa memória emocional. Veja abaixo as notícias, as fotos e os vídeos do especial "Mulher 80".

Imprensa

Fotos

No final do programa, todas juntas cantaram "Cantoras do Rádio" (Lamartine Babo/João de Barro/Alberto Ribeiro). Fafá de Belém cantou "Que me Venha Esse Homem". O programa foi gravado por etapas e depois editado, por isso que Fafá em algumas partes aparece em um estado mais avançado de gestação. Assista a três momentos do Programa "Mulher 80":

Abertura do Programa "Mulher 80".

Depoimento e Musical com Fafá. .

"Cantoras do Rádio" - Final.

Por conta da frágil gestação, Fafá e Raul Mascarenhas decidiram morar juntos. A cantora estava mega apaixonada e nesse momento, uma vida a dois iria lhe fazer muito bem. Aliás, a gravidez foi a melhor coisa que aconteceu na vida da cantora e do ser humano Fafá. A cantora aquietou-se no que diz respeito às baladas e as drogas, afinal, se continuasse naquele ritmo de 1978, dificilmente sobreviveria.


Para o artista ser homenageado é muito bom e se essa homenagem vem do povo, é melhor ainda! Lançamento do Fusca "Fafá" - Jornal "O Globo" - Coluna de Carlos Swann - 06/12/1979. 


O projeto "Pintor de Domingo", foi uma campanha beneficente, cujo objetivo era o de angariar fundos em prol de cinco entidades infantis. Os voluntários pintavam um quadro e doavam a campanha. Cerca de 141 personalidades que se descavam em diferentes áreas da sociedade brasileira participaram. Entre eles, Fafá de Belém com o seu quadro "O Beijo" (Veja matéria na galeria abaixo).

A exposição teve início no dia 09/12/1979 no espaço "A Galeria", na cidade de São Paulo" e às obras foram comercializadas em um leilão de mesa por meio de lances anotados a partir de vernissage em Brasília.

Revista Playboy Nº 53 - Dezembro de 1979

Artigo de: Tárik de Souza

Troféu Rádio Globo - Os melhores de 1979

No dia 23/01/1980, a Rádio Globo premiou os melhores de 1979. Fafá de Belém ganhou, pelo segundo ano consecutivo, o prêmio na categoria: "Destaque da Música". 

Imprensa

No carnaval de 1980, Fafá (Foto) estava com 8 meses de gestação. A recomendação médica era repouso. A cantora saiu de circulação e foi para seu sítio em Teresópolis (RJ). Fafá conta que ficou em casa, mas que sambou a noite inteira assistindo aos desfiles das Escolas de Samba pela TV.

No dia 05 de Março de 1980 no hospital Albert Einstein na cidade de São Paulo, nasceu Mariana Belém. Fafá deu a luz a Mariana, mas foi Mariana que trouxe luz à vida da mãe. Com Marina, por Mariana, pelo amor de Mariana, Fafá de Belém começaria a reescrever a sua vida e a sua carreira. Abaixo, os principais registros desse momento impar na vida e na carreira da cantora.

Nos dias 22 e 23/03/1980, o cantor e compositor Paulo André Barata se apresentou no Auditório do Colégio Equipe (SP). Era um show de lançamento do seu mais recente trabalho, "Amazon River". Paulo André contou com a participação da amiga Fafá de Belém e foi acompanhado por João Donato (Teclados).

Imprensa

Terminamos aqui o período "Estrela Radiante". Em maio de 1980, Fafá começou a produção seu próximo trabalho, o disco "Crença". Fafá estava cada vez mais introspectiva. Era um período de grandes mudanças internas, de intermináveis questionamentos. Internamente não estava feliz, mas "empurrava com a barriga" e isso não era bom, como não foi.

Apesar dos tropeços, dos medos e da introspecção; Fafá de Belém fechou a década de 70 com 24 anos de idade, cinco anos de carreira, quatro discos bem-sucedidos, vários sucessos populares e um grande prestígio que se estende até os dias de hoje.

Texto Narrativo: Claudinei Sampaio

Seja um fã colaborador! Você tem uma matéria deste período e não está aqui? Faça um Scanner da matéria e envie para: contato@fafadebelemarquivo.com.br Com o assunto "Materia 1979". Seu nome será citado como doador(a) do material.    

Voltar ao Topo - Início - Anos 1970 - Trajetória